Vida acadêmica

Experiência com o kindle paperwhite

Desde que comprei o e-reader, muitas pessoas perguntaram se estou gostando desse novo suporte para leituras.

Por muito tempo namorei a ideia de comprar um. Pensava, pensava… Já tinha tido experiência de ler ebooks pelo tablet, e não foi uma experiência boa. O fato de esquentar na mão, a iluminação forte que cansa os olhos, a própria formatação dos textos tornava o ato de ler enfadonho. Por muitas vezes, assisti a vídeos de vlogueiros contando suas experiências com o kindle, kobo e pensava “isso não dá para mim”. Contudo, quando a Saraiva lançou o Lev fiquei muito tentada a comprar. Não sei o que houve, mas desde então eu não tirei a ideia de comprar um leitor digital de livros para mim.

Esse mês eu comprei o kindle paperwhite. Os motivos da compra foi por ele ter luz embutida (viajo muito de ônibus, então seria uma mão na roda), ser um dispositivo muito elogiado e o formato mobi ser fácil de baixar. Ele é super leve, cabe na palma da mão. A bateria realmente dura muito, e o ato de ler é menos cansativo do que no próprio livro físico.

O fato dele ser estreitinho e pequeno faz dele meu companheiro inseparável. Ando com ele para cima e para baixo. Sempre que aparece um tempo livro, tiro ele da bolsa e dou uma adiantada na leitura. O problema é que minha preguiça em resenhar não acompanha a mesma disponibilidade em ler.

Algumas informações para leigos em ereader:

  • Ler aquivos .pdf não é legal. A letra fica pequena (você pode aumentar, mas terá que ficar arrastando a tela para terminar de ler as frases). Há o um programa (Calibre) que faz a conversão de arquivos em .pdf para .mobi (ou qualquer outro que você queira), mas das experiências que tive, o texto não ficou legal. Algumas frases ficaram “quebradas”.
  • É possível ler história em quadrinhos – HQ -, mas não será 100% legal. A tela do kindle é monocolor.
  • Bateria dele dura muito por conta que não há gasto energético quando ele está em stand by.
  • Dá para você pressionar uma palavra desconhecida e descobrir seu significado. Além, de também poder fazer isso quando estiver lendo em um idioma diferente.
  • Você pode marcar um trecho, além de fazer um comentário nele. Há opção de também compartilhar o trecho selecionado no facebook ou twitter, desde que o livro tenha sido comprado na loja da Amazon.

P.S. Este post não é patrocinado pela Amazon. X)

 

technical._V376689304_

 

2 comentários em “Experiência com o kindle paperwhite

  1. Nunca mais você atualizou o blog, né Mari?
    Esse post ficou muito bom. Inclusive estou precisando trocar meu Kindle, que de tão velhinho (comprei nos EUA há alguns anos) já começou a travar alguns botões.
    Beijo! ^_^

    Curtir

Dê uma palavrinha, por obséquio!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s