Autoria feminina · Impressões literárias · Literatura Brasileira

Mistérios, Lygia Fagundes Teles

Eu sou louca, fissurara, apaixonada pela escrita da Lygia. Acho-a corajosa, criativa, astuta, acima de tudo, muito MULHER. Sempre que vejo algum livro dela dando bobeira em sebos, eu pego o meu. Assim fiz com Mistérios. Já li dois livros de contos da autora: Antes do Baile Verde e Seminário dos Ratos, os dois foram presentes da minha amiga-linda-trabalhadora-carirense (puxa saco mesmo, para ver se ela me dá mais livros) Thayslene Brito, vulgo Divaaaaaaaaaaaaaa.

“Mistérios” surgiu de forma inesperada e foi velozmente para meu saco de compras. Para começar a belezura, o primeiro conto é “Emanuel”. Esse conto me marcou profundamente na época da faculdade. Logo no primeiro dia do grupo de Literatura Fantástica, o professor contou de forma resumida, mas sem perder os detalhes mais pitorescos, o enrendo do conto. Logo depois, corri para o pai Google, e lá puder ler essas delícia. Delícia maior foi relê-lo, depois do meu amadurecimento literário, e ver o quanto era pertinente as colocações do professor e como, muitas vezes, a grandiosidade literária da Lygia é esquecida.

Fotinha do Google Images
Fotinha do Google Images

Ao ir lendo os contos, deixava alguns post-its nas folhas, descrevendo minhas sensações ao final. É como se fosse um recadinho para o próximo leitor…

Alguns contos eu já conhecia, como A Caçada, O Jardim Selvagem, Natal na Barca e Venha Ver o Pôr do Sol. Eles também estão presentes no livro Antes do Baile Verde. As Formigas, Tigrela, Lua Crescente em Amsterdã e Seminário dos Ratos, estão também presentes no livro Seminário dos Ratos.

O próprio título do livro já nos diz de antemão o clima em que se passaram os contos. Em todos há o mistério, a dúvida, a falta de uma explicação concisa. Alguns você pode matar a charada se ler nas entrelinhas, como Tigrela. Outros te deixaram atordoados como Natal na Barca, e outros de deixaram estupefatos com a construção do enredo como em Emanuel.

Lygia a cada conto nos dá um tapa na cara, nos pisa com sua audácia, e nos faz pequeninos (assim me sentia ao perceber que nunca poderia criar um conto tão bem, com cada palavra disposta de maneira exata, com cada mistério imposto de maneira provocativa).

Lygia, a senhora é a Diva-mor! ❤

P.S. Bem que eu poderia deixar um breve comentário sobre cada conto, mas se assim fizesse, perderia o mistério. rsrsrs

3 comentários em “Mistérios, Lygia Fagundes Teles

Dê uma palavrinha, por obséquio!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s