Impressões literárias · Literatura Brasileira

Desafio Skoob – O Mulo, do Darcy Ribeiro

Um pouco de São Bernardo, um pouco de O Cortiço e um leve pitada de A Casa dos Budas Ditosos, temos O Mulo. Darcy Ribeiro era um nada para mim até eu ler este livro. Sabia da importância dele no movimento Pioneiros da Educação, da LDB… Mas como literato, não! E que tão boa surpresa esta descoberta. Peguei emprestado o livro despretensiosamente, peguei para ler meio com tédio, e fui tomada pela leitura sem hora para parar.

Philogônio Castro Maya está no leito de morte. Ele é um rico coronel goiano, cheio de terras, pertences e empregados. Contudo, ele não tem  um parente, um filho sequer, para que possa deixar seu patrimônio. Então resolve deixar tudo para algum padre novo que tenha energia para tomar de conta de tudo (doação movida principalmente pelo motivo do medo do pós-morte). O livro é em primeira pessoa, e é como se Philogônio estivesse escrevendo uma carta para esse padre que nem ele ao menos conhece . Ao longo da narrativa vai contando sua vida, como cresceu na vida, as mulheres que teve…

Trem e Filó era esse o primeiro nome que Philogônio atendia. Nasceu sem pai certo e se criou sozinho, nas beiradas de seu tio que muito o maltratava. Dormia com as empregadas, descobriu sua sexualidade com animais, empregados e com o primo. Tudo isso de maneira bem rude, sem muito noção do que estava acontecendo. Até que um dia, sem vê nem para quê, enfia um prego na cabeça do tio que tanto o maltratava, e cai desembestado no meio do mundo. Ah, é preciso dizer que Trem e Filó tinha um dom: ele era um exímio muleiro. Só ele, diante do mulo mais arredio, conseguia excitar o macho e fazê-lo cobrir a fêmea.

Ao longo da história vão acontecendo episódios que fazem com que Trem e Filó cresça, se eduque e ponha na cabeça o que ele quer ser um dia: coronel. Philogônio reserva diversas passagens para contar sobre suas três mulheres e peculiaridades. Temos a figura do índio, negro e mestiços dotados com todo o preconceito que existiu. Valores humanos, homossexualismo, latifúndio, religião são assuntos tratados de maneira sem reservas (é tanto que o leitor pode estranhar e achar “chulo” o estilo de Darcy, mas ao longo da narrativa acostuma-se e percebe-se que é um recurso estilístico, pois é o Philôgonio que é o narrador).

E percebemos que Philogônio é tão mulo como os animais que toma de conta, pois ele mesmo não foi capaz de gerar filho.

Darcy Ribeiro tem como romances Utopia Selvagem, Maíra e O Mulo e Migo.
Darcy Ribeiro tem como romances Utopia Selvagem, Maíra e O Mulo e Migo.

2 comentários em “Desafio Skoob – O Mulo, do Darcy Ribeiro

Dê uma palavrinha, por obséquio!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s